Quinta-feira, Fevereiro 2, 2023
Publicite Aquí
InícioDesportoAngola, Tunísia e Nigéria são as principais candidatas

Angola, Tunísia e Nigéria são as principais candidatas

Angola, 11 vezes campeã, Tunísia, detentora do troféu, Nigéria, vencedora em 2015, são as principais candidatas à conquista do título do Campeonato Africano das Nações, Afrobasket´2021, a disputar-se de amanhã até 5 de Setembro, na cidade de Kigali, Ruanda.

Na segunda linha perfilam-se Senegal, cinco vezes campeão da prova, 1968, 1972, 1978, 1980 e 1997, e Camarões, segundo classificado em 2007, numa competição organizada por Angola e jogada pela primeira vez em cinco cidades, Luanda, Huíla, Cabinda, Benguela e Huambo.  

Em posição menos cotada neste momento está o Egipto, primeiro país a erguer a taça, em 1962, a que se seguiram as conquistas de 1964, 1970, 1975 e 1983.  Por sua vez, República Democrática do Congo (RDC) e Mali antevêem-se “ossos duros de roer” para a concorrência.   Apesar de já não qualificar para as principais provas do calendário de competições da Federação Internacional de Basquetebol Associado (FIBA), Campeonato do Mundo e Jogos Olímpicos, ainda assim, o histórico do Africano das Nações mantém o cariz competitivo.  

Para Angola, onze vezes campeã, 1989, 1991, 1993, 1995, 1999, 2001, 2003, 2005, 2007, 2009 e 2013, mais do que a honra é o compromisso firmado com a nação. E é com esse comprometimento e com o desejo de refazer a sétima posição conquistada no último africano, o primeiro organizado de forma conjunta, pelo Senegal e Tunísia, que o combinado angolano está em Kigali.  

Nas vestes de vencedora da última prova jogada nos anteriores moldes, a Tunísia, bicampeã, 2011 e 2017, chega à capital ruandesa com o propósito de uma vez mais erguer o ceptro. Pretensão semelhante tem a Nigéria, campeã inédita em 2015. Clarós convocou os seguintes atletas: Childe Dundão e Hermenegildo Santos (bases), Jacques da Conceição, Carlos Morais e Gerson “Lukeny” Gonçalves (extremo-bases), Edson Ndoniema e Glofate Buiamba (extremos), Leonel Paulo, (extremo-poste), Aboubakar Gakou, Eduardo Mingas, Jone Pedro, Jilson Bango e Teotónio “Dó” (postes).

 Grupos da prova   

Angola integra o Grupo A do Afrobasket, ao lado da República Democrática do Congo (RDC), Ruanda, país anfitrião e Cabo Verde. Na Série B estão a Tunísia, República Centro-Africana (RCA), Egipto e Guiné Conacry. Nigéria, Costa do Marfim, Mali e o Quénia partilham o Grupo “C”. Por seu turno, Senegal, Camarões, Sudão do Sul e Uganda estão na Série D.  

 Ranking africano   

A tabela do ranking africano é liderada pela Nigéria, com 429 pontos acumulados, seguida pela Tunísia 326,5 (2º), Angola 303,5 (3º) Senegal 277,9 (4º), Costa do Marfim 217,6 (5º), Egipto 157,3 (6º), Camarões 141,3 (7º), Mali 116,3 (9º), República Centro Africana (RCA) 113,4 (10º), República Democrática do Congo (RDC) 108,6 (11º),Uganda 99,4 (13º), Sudão do Sul 97,3 (14º). Ruanda 97,2 (15º), Cabo Verde 95,7 (16º), Quénia 80,3 (19º) e Guiné Conacry 72,4 (21º). 

Fonte:JA

RELATED ARTICLES

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisment -spot_img

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Recent Comments