Terça-feira, Janeiro 31, 2023
Publicite Aquí
InícioEconomiaApenas 15 por cento dos veículos pagam seguro automóvel

Apenas 15 por cento dos veículos pagam seguro automóvel

Só 15 por cento (350 mil) dos veículos em circulação pelo país pagam o Seguro Obrigatório de Responsabilidade Civil Automóvel, de acordo com dados disponibilizados, ontem, em Luanda, pela Associação de Seguradoras de Angola (ASAN).

Paulo Bracons, que representou o organismo na conferência internacional, subordinada ao tema, “O Fundo de Garantia Automóvel e os desafios para o futuro”, de iniciativa da Agência Angolana de Regulação e Supervisão de Seguros (ARSEG), afirmou mesmo que a taxa de penetração dos seguros em Angola é ainda muito baixa, tendo apontado um peso no PIB, até final de 2020, de 0,7 por cento. Uma sugestão avançada pela ASAN aos decisores é a de uma possível associação entre a taxa de circulação e o seguro automóvel obrigatório.

Veículos de países vizinhos
O Fundo de Garantia Automóvel assegura a cobertura aos danos provocados em território nacional por veículos vindos de países como Namíbia e Zâmbia mesmo que não tenham contratado seguros em Angola, segundo a prelectora Luzia Major.
Durante a sua apresentação, na conferência internacional promovida pela Agência Angolana de Regulação e Supervisão de Seguros (ARSEG), que decorre, neste momento, em formato virtual, Luzia Major disse que Angola vai aderir à carta amarela, documento que na Região SADC oficializa a partilha de informações e cobertura de responsabilidades entre os Fundos de Garantia dos países-membros ou as respectivas entidades de supervisão e regulação.

Um dado partilhado pela prelectora Luzia Major tem a ver com o facto da obrigatoriedade de os veículos provenientes dos Congos (Brazzaville e Democrático) contratarem o seguro de fronteira à entrada para a circulação em Angola.
A conferência internacional foi uma iniciativa da Agência Angolana de Regulação e Supervisão de Seguros (ARSEG) e marcou os 12 anos de existência do Fundo de Garantia Automóvel (FGA). Entre os prelectores, contaram-se representantes de Macau, Cabo Verde e Portugal, que partilharam as experiências com os mais de 200 participantes.

Fonte:JA

RELATED ARTICLES

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisment -spot_img

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Recent Comments