Sábado, Janeiro 28, 2023
Publicite Aquí
InícioSociedadeBanco de Leite Humano tem apoio de bombeiras

Banco de Leite Humano tem apoio de bombeiras

O Banco de Leite Humano (BLH) da Maternidade Lucrécia Paim tem o apoio de mulheres bombeiras para o seu funcionamento e reorientação, face ao momento de pandemia da Covid-19, disse, ontem, em Luanda, a sua coordenadora.

Elisa Gaspar, que falava à margem da abertura da Semana Mundial do Aleitamento Ma-terno, acto realizado na mesma unidade hospitalar, explicou que, com a redução do número de dadoras, sentiu a necessidade de se juntar ao Serviço de Protecção Civil e Bombeiros, para ajudar a colmatar a diminuição de dadoras voluntárias da instituição, devido à pandemia da Covid-19.

A coordenadora do BLH esclareceu que houve um processo de formação das bombeiras para os procedimentos de ordenha, armazenamento e conservação do leite humano. Um dos integrantes da corporação recebeu no Brasil uma formação, tendo a seguir passado os conhecimentos aos colegas.
Cerca de 400 bombeiras têm doado para o BLH e 500 bebés foram assistidos, tendo 400 recebido alta e estão bem em casa, com as respectivas famílias, contou Elisa Gaspar. Informou ainda que toda a mulher pode dirigir-se à Maternidade para receber orientações sobre como amamentar e outros cuidados.

Sob o lema “Proteger a amamentação, uma responsabilidade de todos”, a Semana Mundial do Aleitamento Ma-terno decorre até sábado. Porém, durante o mês, várias acções e eventos vão preencher o programa de comemorações. Palestras sobre a protecção, promoção e apoio ao aleitamento materno e a importância do rastreio auditivo neonatal serão realizadas. Está ainda prevista uma webinar com membros da CPLP (Comunidade de Países de Língua Portuguesa), com Angola à cabeça da organização.

Criado em 2019 e com capacidade para a recolha de 100 litros de leite por dia, o BLH contava com cerca de 50 doadoras voluntárias, muitas delas parturientes, que se sensibilizaram com a causa.
O projecto conta com o apoio do Banco de Leite Humano brasileiro e visa desenvolver actividades que garantem o acesso da população alvo, bem como promover e incentivar o aleitamento materno no seio de mães e gestantes.

A selecção das doadoras pode começar no pré-natal, quando as gestantes acorrem à Maternidade Lucrécia Paim, em Luanda. Comprovadamente sadias, são motivadas a doar o seu leite. São consideradas inaptas à doação as mães com moléstias infecto-contagiosas, usuárias de drogas ou em tratamento em quimioterapia, radioterapia, desnutrição ou outros motivos.

Fonte:JA

RELATED ARTICLES

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisment -spot_img

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Recent Comments