Terça-feira, Janeiro 31, 2023
Publicite Aquí
InícioDesportoBrayan e Melono dão vitória ao 1º de Agosto

Brayan e Melono dão vitória ao 1º de Agosto

Com três golos na primeira parte, dois do médio ofensivo Brayan Moya, aos 9 e 11 minutos, e um de Melono Dala, 32´, o 1º de Agosto garantiu a qualificação para a meia-final da Taça de Angola, ao derrotar, ontem, no Estádio Mundunduleno, o Bravos do Maquis, por 3-2, numa partida com domínio repartido em cada uma das etapas.

Moya, hondurenho de nacionalidade abriu o marcador com forte remate de fora da grande área, sem dar hipóteses ao guarda-redes Moreira.

Nesta altura, o técnico dos maquisardes , Zeca Amaral pediu aos seus pupilos para aumentar a pressão sobre o homem em posse da bola, de modo a cortar as linhas de passe e dificultar as incursões dos visitantes.

 A determinação e a táctica empreendida pelos militares anulou o xadrez da turma da cidade do Luena, depois de Brayan bisar. A apatia no centro do terreno de jogo levou o treinador do Bravos a fazer a primeira substituição.

Mussumari foi rendido por Zizo, numa altura em que o 1º de Agosto estava virado para o ataque. Na sequência de um livre cobrado do lado esquerdo conforme atacavam os rubro e negros, Melono Dala dilatou a vantagem para 3-0, depois de uma defesa incompleta de Moreira e da desatenção dos centrais.

Foi com este resultado que as duas equipas foram para o intervalo. Quando parecia que o 1º de Agosto fosse abrir caminho para uma goleada, o Bravos do Maquis mostrou que podia fazer melhor. Foram necessários seis minutos para surgir a primeira resposta (3-1), com um remate forte do avançado Estêvão.

Galvanizados e apoiados pelo público que compareceu em número razoável, os pupilos de Zeca Amaral assumiram as despesas do jogo, anularam as investidas contrárias e criaram dificuldades ao último reduto dos detentores do troféu.
Volvidos sete minutos, o central Bobó não teve pernas para acompanhar Dabanda que acelerou e rematou forte para a baliza de Neblu.

Com o resultado reduzido pela margem mínima (3-2), os militares baixaram as linhas e deixaram de criar perigo, mesmo com as mexidas efectuadas pelo técnico Paulo Duarte.

Apesar das incursões dos anfitriões os visitantes conseguiram conservar a vantagem até o apito final.     

Kabuscorp afasta Sagrada

Nas outras partidas, o Kabuscorp do Palanca viajou até a cidade do Dundo onde  eliminou o Sagrada Esperança, por 5-4, na marcação de grandes penalidades, após igualdade a um golo ao cabo dos 90 minutos.

Quem também consentiu a bngjmneliminação em casa foi o Recreativo da Caála, frente o Interclube, (4-2) no jogo decidido aos penáltis, após o nulo ao cabo dos 90. O cartaz dos quartos-de-final vai ficar concluído após o desafio entre Petro de Luanda e o Recreativo do Libolo. 

O número de casos positivo no plantel da equipa de Calulo está na base do adiamento do jogo.

Fonte:JA

RELATED ARTICLES

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisment -spot_img

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Recent Comments