Terça-feira, Janeiro 31, 2023
Publicite Aquí
InícioPolíticaEUA continuam a apoiar a preservação ambiental

EUA continuam a apoiar a preservação ambiental

Os Estados Unidos da América (EUA) reafirmaram, ontem, a disponibilidade em continuarem a colaborar, com as autoridades angolanas, no processo de desminagem e na conservação ambiental.

A garantia foi dada pela embaixadora dos EUA em Angola, Nina Fite, no final de uma audiência que o Presidente da Repúblicam, João Lourenço, concedeu a Susan Lylis e Kristen Stevens, conselheiras do Senado norte-americano.A diplomata  informou que os EUA têm apoiado a organização não governamental britânica Halo Trust no processo de desminagem no Cuando Cubango.

Ainda naquela província do Sudeste, disse, os EUA têm participado na protecção das águas do Delta do Okavango, com o objectivo de “desenvolver o turismo e a vida sustentável daquela área”.”Também estamos, com a nossa Embaixada, a tentar ajudar na capacitação (dos recursos humanos), para protegermos a área e lutarmos contra o tráfico ilegal de animais”, referiu Nina Fite.  
Reconhecimento de Angola

O ministro da Cultura, Turismo e Ambiente, Jomo Fortunato, realçou, na sexta-feira, o papel que os EUA têm desempenhado no apoio aos projectos relacionados com o ambiente, sobretudo na sua relação com o Instituto de Biodiversidade e Conservação.Este trabalho, disse, tem contribuído no combate à caça furtiva e ao tráfico da vida selvagem em Angola. Jomo Fortunato falava na cidade de Hampton, Estado da Virgínia, EUA, durante a cerimónia anual de homenagem a chegada dos primeiros 20 escravos angolanos aos Estados Unidos da América.

O Ministério da Cultura, Turismo e Ambiente promove medidas pedagógicas e de sensibilização com vista ao combate à caça furtiva. Ao mesmo tempo, aplica medidas operativas, por meio do corpo de fiscais ambientais, com alargado raio de patrulhamento aos parques nacionais, numa operação que conta com o apoio do Ministério do Interior e das Forças Armadas Angolanas.

Angola e os EUA estabeleceram relações diplomáticas formais em 1993. O sector da Energia está no centro da cooperação entre os dois países. Desde 2002, os objectivos da política externa dos EUA em Angola têm sido promover e fortalecer as instituições democráticas, promover a prosperidade económica, melhorar a saúde, bem como consolidar a paz e a segurança. 

Os EUA participaram, ainda, em parceria com Angola, na remoção de minas terrestres em território angolano. O EximBank norte-americano dispõe de uma linha de crédito de apoio às exportações norte-americanas para Angola. A Câmara de Comércio EUA-Angola dedica-se, igualmente, à promoção do comércio e investimento entre os dois países.

Fonte:JA

RELATED ARTICLES

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisment -spot_img

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Recent Comments