Sábado, Janeiro 28, 2023
Publicite Aquí
InícioDesportoFalta de jogos dificulta avaliação competitiva

Falta de jogos dificulta avaliação competitiva

A falta de jogos de controlo, com elevado grau de dificuldade, é a principal contrariedade do Petro de Luanda, que projecta no Gimnodesportivo da Cidadela a disputa da 37ª edição da Taça dos Vencedores das Taças em andebol sénior feminino.

A cidade de Maknes, Marrocos, acolhe de 24 do corrente a 2 de Setembro, a prova sob a égide da Confederação. Hoje e amanhã, as petrolíferas testam com a formação tricolor júnior feminina, e na próxima semana jogam com o Desportivo do Maculusso.

O facto de outras equipas não testarem contra a Covid- 19 reduz as opções, defendeu o treinador Vivaldo Eduardo, em declarações ao Jornal de Angola. Na semana passada, o grupo mediu forças com parte do conjunto sénior masculino.

“É muito complicado avaliar nestas condições. No jogo com os masculinos há muitas diferenças em termos físicos. As juniores estiveram paradas por muito tempo. O Maculusso abriu as oficinas e vai testar. Os outros emblemas não testam. Por isso, fica difícil. Só podemos jogar com quem testa”, esclareceu.

As campeãs nacionais seguem para o palco da competição a 22 do corrente, com o objectivo de conquistar o título. Em relação à meta traçada, Eduardo sublinhou : ” a Taça das Taças tem a nossa cara. Participámos onze vezes e ganhámos dez. Portanto,  fica-nos muito bem. Não podemos pensar em perder. Ninguém fará isso na próxima década. Não vamos permitir. O objectivo é mesmo ganhar ou ganhar”.

Apesar da falta de jogos treino à altura do evento, o treinador assegurou que a preparação decorre sem sobressaltos, pois a Cidadela  “é um campo com qualidade e as atletas estão motivadas”.

Na segunda-feira, a equipa técnica pretende enquadrar as jogadoras que estiveram ao serviço da Selecção Nacional. “Enquanto cumprem a quarentena domiciliar trabalham com o preparador físico. Neste fim-de-semana terão contacto com o trabalho táctico. Temos tudo preparado para fazer uma boa prova”.

Magda falha e Patrícia reforça

A lateral esquerda Magda Cazanga falha a disputa da Taça das Taças por opção técnica. Mesmo assim, Vivaldo Eduardo garantiu que continua a contar com a experiente atleta.
“Ela deve primeiro apresentar-se ao clube. É uma jogadora com a qual contamos para os próximos compromissos. Temos todo o prazer de continuar a trabalhar com a mesma. Mas para a competição em causa não”.

O reforço do grupo para a Taça dos Clubes Campeões e a próxima época , de modo a defenderem os títulos ganhos na temporada finda, é outra meta da direcção do Eixo Viário. “Queremos que os troféus ganhos continuem connosco”.
Patrícia Congulo, lateral direita, reforça o Petro na Taça das Taças. A andebolista foi dispensada pela Marinha de Guerra e Progresso Sambizanga.

“Pela compleição física queremos enquadrá-la e ver até onde pode ajudar. Não temos outra jogadora com essas características. Ainda não será possível tirar o máximo rendimento, mas de qualquer forma tem trabalhado connosco. Vamos levá-la para Marrocos e ver até aonde pode ir. A Patrícia vai entrar, por isso a Magda fica”, sublinhou.
Relativamente ao estado anímico do grupo, o técnico assegurou que as atletas correspondem às exigências. Há muita motivação, sem lesões.

Solicitado a indicar as principais adversárias do Petro, Vivaldo Eduardo argumentou: ” é arriscado. Por aquilo que conhecemos de África estarão lá algumas selecções nacionais, já a pensar no mundial da Espanha. O Congo inscreveu uma equipa, ou seja, juntou as melhores jogadoras. O FAP também é candidato. Basicamente será uma cópia do Africano. Portanto, esperamos muita oposição”.

Fonte:JA

RELATED ARTICLES

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisment -spot_img

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Recent Comments