Quinta-feira, Fevereiro 2, 2023
Publicite Aquí
InícioEconomiaFeiras estabilizam preços dos produtos

Feiras estabilizam preços dos produtos

O secretário de Estado do Comércio, Amadeu Nunes, afirmou, ontem, em Malanje, que a promoção das feiras de produção local garante para o mercado um lugar incontornável na vida dos cidadãos, contribuindo para a regularidade da oferta com a correspondente estabilidade nos preços dos produtos essenciais.

Na abertura da segunda edição da Expo-Malanje 2021, Amadeu Nunes acrescentou que tais promoções garantem o apoio ao incremento da participação da produção nacional na estrutura do consumo final, a promoção da agregação quer de produtores como de distribuidores, estimula a compra de produtos nacionais, contribuindo para uma alteração progressiva e sustentada da percepção e preferências sobre a produção nacional, escoamento da produção nacional para os grandes centros de consumo e a identificação das acções de produção e empreendedorismo em prol da promoção das exportações de Angola.

Acrescentou que a promoção da produção local pode proporcionar a criação de bolsas de mercadorias locais e regionais, o fomento da cadeia de valores para os diferentes produtos, a redução e racionalização das divisas, garantia da venda regular de bens de consumo essenciais com qualidade e condições de higiene e salubridade, garantia de em-prego e transferência de renda, dentre outros.

Desafios do Comércio

O governante assinalou na sua intervenção que o comércio de forma geral no país carece de desafios que são por demais actuais e urgentes, que passam pela adequação da actividade comercial à luz da legislação vigente, a partir de campanhas de formalização da actividade comercial e de prestação de serviços, alinhadas com o programa de Reconversão da Economia Informal, uma acção da qual se espera o apoio das câmaras e associações empresariais enquanto parceiros estratégicos do Executivo.

Lembrou que a jornada iniciada nesta terça-feira, enquadra-se no âmbito das políticas públicas do Executivo, à luz do Programa Integrado de Desenvolvimento do Comércio Rural, com ênfase para as medidas 6,9 e 10, sobre a promoção da produção nacional, alinhamento da importação de bens alimentares com a oferta nacional, bem como o incentivo à compra de produtos nacionais.

Por sua vez, o governador Norberto dos Santos “Kwata Kanawa” realçou o facto de a Expo-Malanje acontecer em simultâneo com o primeiro Congresso Internacional da Mandioca, numa co-organização com o Ministério da Indústria e Comércio, que vai contar com a participação de alguns dos principais países produtores.
O director da Eventos Bruno Albernaz, assegurou que estão inscritas perto de 1100 expositores dos quais, 60 por cento a representar a agricultura e uma participação internacional representada pela Namíbia que expõe no evento o seu potencial.


Intercâmbio com Namíbia

O embaixador da Namíbia, Patrick Nandongo, disse que a sua participação à maior bolsa de negócios da provín-cia de Malanje, vai permitir a identificação de possíveis áreas para estreitar laços de cooperação com empresários e agricultores locais, o que vai permitir a vinda proximamente de empresários namibianos para investirem naquela região do país.

Fonte:JA

RELATED ARTICLES

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisment -spot_img

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Recent Comments