Sábado, Janeiro 28, 2023
Publicite Aquí
InícioNacionalLíder da igreja Kimbanguista brutalmente agredido

Líder da igreja Kimbanguista brutalmente agredido

Na manhã desta quarta-feira, a Igreja Kimbanguista em Angola chamou a
imprensa para dar a conhecer um caso que envolve um dos líderes da Igreja Kimbanguista, residente em Bruxelas, Bélgica do qual Mukoko Diangienda Samy, o líder em causa acabou agredido brutalmente num caso de carácter passional.

Durante a interacção com os jornalistas, o Reverendo Pastor José Gomes, responsável pela área da comunicação da Igreja Kimbanguista disse que ocorre em Bruxelas um processo-crime de natureza passional que envolve Mukoko Diangienda Samy, um dos líderes adjuntos da Igreja Kimbanguista residente daBélgica.


“Queremos tornar público que no passado mês de Março, Papá Mukoko Diangienda Samy foi atraído para um hotel e violentado por agressores que empunhavam armas brancas”, começou por explicar, para depois dizer
que não satisfeitos, agrediram-no física e moralmente, tendo os mesmos subtraídos ainda os seus haveres e bens pessoais como a sua viatura, roupas e o seu telefone, “de onde foram retiradas imagens do fórum pessoal que posteriormente foram publicadas nas redes sociais”, garantiu.


De acordo com o reverendo, o lesado intentou uma acção judicial contra os seus agressores, que decorre os seus trâmites legais naquele país.
Entretanto, para tentar denigrir o bom nome e a imagem da Igreja Kimbanguista em Angola, segundo fez saber este responsável, algumas pessoas de má-fé, bem identificadas, querem antecipar-se, tirando proveito da situação para trazer à ribalta velhos problemas que a igreja kimbanguista vive.


O religioso disse ainda que o líder adjunto da igreja pediu desculpas públicas, tendo na ocasião, colocado o seu lugar à disposição que, segundo acrescenta, deve ser analisado e decidido em fórum da liderança máxima da
igreja kimbanguista cuja composição é integrada pelos seus irmãos, todos eles, netos do líder fundador da Igreja Kimbanguista Simão Kimbango.
O cerne da questão Ao que apurou o Jornal Visão, Mukoko Diangienda Samy, um dos líderes adjuntos da Igreja Kimbanguista, residente na Bélgica, foi apanhado num triângulo amoroso que quase o levou à morte.


Rezam os factos que Mukoko, um dos netos do líder fundador da igreja, Simão Kimbango, chefe de família e casado mantinha uma relação extraconjugal com uma senhora que, afinal, também mantinha um relacionamento amoroso com um dos seus auxiliares. Ao aperceber-se que era traído pela mulher e pelo líder espiritual, engendrou um plano macabro para eliminar o seu chefe religioso. Na ocasião, convidou dois amigos e, juntos, atraíram o líder espiritual ao hotel onde supostamente mantinha relações amorosas com a referida senhora. Segundo explicações, não
se sabe ao certo se a senhora tinha ou não conhecimento daquela acção em flagrante que iria descambar na possível morte de Mukoko Diangienda, que por sorte saiu ileso, mas gravemente ferido cujo desfecho aguarda apenas a decisão das autoridades judiciais belgas.

RELATED ARTICLES

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisment -spot_img

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Recent Comments