Quarta-feira, Fevereiro 1, 2023
Publicite Aquí
InícioSociedadePacientes em estado grave da Covid-19 em Angola têm 0% ...

Pacientes em estado grave da Covid-19 em Angola têm 0% de chances para sobreviver

Os pacientes em tratamento no país, com o novo coronavírus, com um quadro clínico em estado grave, não têm chance de sobreviver desta doença, Angola tem zero porcento de recuperação dos pacientes neste estado que integram os grupos de risco.

Segundo dados levantados pelo Angola24horas a maioria dos pacientes com estado grave da covid-19 morreram. De acordo com as informações apresentado pelo secretário de Estado da Saúde Pública, Franco Mufinda, boa parte destes pacientes tem uma ou mais doenças associadas, permitindo o desenvolvimento repentino do vírus que normalmente culmina na morte dos pacientes.

No que respeita os grupos de risco, cidadãos a partir dos 50 anos de idade, segundo dados do Ministério da Saúde, os referidos pacientes de Covid-19, apresentam outras com mobilidades, nomeadamente as diabetes, hipertensão e doenças respiratórias agudas que agravam o quadro clínico destes num curto espaço de tempo.

Alguns especialistas perguntados pelo Angola24horas disseram que há despreparo dos médicos angolanos aos pacientes com estado grave da covid-19.

Enquanto isso, nos centros de tratamento desta pandemia, têm vindo inúmeras denúncias dando conta de que os pacientes são submetidos à medicações normais, se não de uma gripe simples, com a Vitamina C e Paracetamol, quando informações recentes do MINSA, revelam que o Estado gasta 50 à 35 mil kwanzas num dia, por cada paciente.

Angola tem nesta altura, 1.079 casos confirmado de infecção pelo novo coronavírus, 729 dos quais activos, 47 óbitos e 301 recuperados (sintomáticos). Há 15 pessoas em estado grave, sendo que oito precisam de ventilação assistida, dos quais dois necessitam de hemodiálise, declarou a responsável.

RELATED ARTICLES

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisment -spot_img

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Recent Comments