Quinta-feira, Fevereiro 2, 2023
Publicite Aquí
InícioEconomiaProjectos agrícola consomem mais de 800 milhões de dólares

Projectos agrícola consomem mais de 800 milhões de dólares

O Executivo angolano investiu, até ao momento, 865,19 milhões de dólares para a implementação de oito projectos agrícolas multilaterais nas diferentes regiões do país com vista a atingir a segurança alimentar, por via da exploração das potencialidades específicas locais, segundo dados avançados, sexta-feira última, pelo director do Gabinete de Estudos e Planeamento do Ministério da Agricultura e Pescas.

Anderson Jerónimo disse que, no caso, o Projecto de Desenvolvimento de Cadeia de Valor de Cabinda está avaliado em 123,15 milhões de dólares, com o objectivo de aumentar o rendimento das pequenas e médias empresas envolvidas nas diferentes fases, devendo beneficiar 51 mil famílias. As províncias do Bié, Huambo e Malanje integram o Projecto de Apoio à Agricultura Familiar e Comercialização “MOSAP II”, englobando 60 mil famílias, com um orçamento aprovado de 95 milhões de dólares.

Por sua vez, o projecto de desenvolvimento SAMPA (Agricultura Familiar e Comércio), em desenvolvimento nas províncias do Cuanza-Sul e Huíla, está orçado em 31 milhões de dólares e visa o reforço da capacidade institucional, aumento da produção dos pequenos agricultores e melhoria da ligação com os mercados. Beneficiam do mesmo 84.118 famílias.

Outros programas

Anderson Jerónimo fez também referência ao Projecto de Recuperação da Agricultura e Resiliência na Região Sul de Angola “ARP”, no qual estão inseridas as províncias de Benguela, Cunene e Huíla. O objectivo deste é a recuperação agrícola, por via da introdução de tecnologias adaptadas às condições locais, vigilância da saúde animal, sistema de pastagem e correcção de programas de emergência anteriores. Tem um custo de 7,6 milhões de dólares e beneficia oito mil famílias.

Sobre o Desenvolvimento Agrícola Integrado  de Samba Caju, abrangendo as províncias de Cuanza-Norte, Malanje e Uíge, tem um valor de 73,14 milhões de dólares e como propósito o aumento da oferta de carne de produção nacional, reestruturação da cadeia de valor com a introdução do modelo de produção em “cluster” bem como a construção de infra-estrutura, para favorecer o repovoamento. Estão envolvidos 18 produtores e 150 famílias.

Há também em curso, de acordo com os dados do GEPE do Ministério da Agricultura e Pescas, o Projecto do Reforço da Resiliência da Agricultura Familiar (SREP). O mesmo ficou orçado em 150 milhões de dólares e beneficia 218 mil famílias. O objectivo é contribuir, de forma sustentável e inclusiva da agricultura familiar. As províncias abrangidas são Bengo, Zaire, Cuanza-Norte, Uíge, Benguela, Cunene e Namibe.

Em relação ao Projecto de Desenvolvimento da Agricultura Familiar, foi alocado um orçamento de 230 milhões de dólares, destinado às províncias de Luanda, Bengo, Cuanza-Sul, Huambo, Bié, Malanje , Uíge e parte da Huíla. A meta é elevar a produtividade e o acesso aos mercados a grupos individuais de produtores, pequenas e médias empresas. Estão inseridos 327 mil pequenos produtores.

Fonte:JA

RELATED ARTICLES

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisment -spot_img

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Recent Comments