Sábado, Janeiro 28, 2023
Publicite Aquí
InícioNacionalRavinas ameaçam acesso ao município de Quimbele

Ravinas ameaçam acesso ao município de Quimbele

O município do Quimbele, situado a 250 quilómetros da cidade do Uíge, corre o risco de ficar isolado do resto da província, devido a quantidade de ravinas que progridem em direcção à principal via de acesso.

São no total 15 ravinas de grandes dimensões que estão a progredir em direcção à principal estrada, de cerca de 60 quilómetros, que liga a comuna de Macocola à vila do Quimbele.
As ravinas já cortaram a estrada, sobretudo nas baixas, curvas, descidas, fontes de rios e em algumas pontes. Nestes locais, os automobilistas criaram passagens alternativas que, também, devido à fragilidade da terra e a pressão dos ventos, estão a criar outras ravinas.  

Actualmente, viajar do município do Sanza Pombo para Quimbele exige prudência e responsabilidade do condutor, porque muitas ravinas não estão visíveis nem sinalizadas. A situação está a preocupar os automobilistas e os habitantes de Quimbele, que clamam por intervenção urgente do Executivo, antes do início da época chuvosa.  

O administrador municipal do Quimbele, Pedro Zua, disse que a dimensão das ravinas ultrapassa a capacidade técnica e financeira da administração local, alertando que, “se não houver intervenção urgente”, Quimbele estará isolado do resto da província, tão logo comece a época das chuvas.  

“A Administração Municipal não tem capacidade para fazer as intervenções que se impõem, pelo que pedimos auxílio ao Governo Provincial e ao Ministério da Construção”, disse Pedro Zua, acrescentando que, na época chuvosa a situação será mais  complicada, pois em qualquer espaço poderá aparecer uma ravina.   
O município de Quimbele, um dos 16 municípios da província do Uíge, é composto por três comunas (Alto Zaza, Cuango e Icoco) e faz fronteira com a República Democrática do Congo.

Regedoria de Bela Encoge com nova escola primária
A regedoria de Bela Encoge, no município de Ambuíla, vai contar, nos próximos dias, com uma escola do ensino primário, com oito salas de aula, com capacidade para albergar mais de 600 alunos, informou, ao Jornal de Angola, o administrador Garcia Zó.    Segundo o Garcia Zó, tendo em conta o andamento das obras, a escola poderá ser inaugurada antes do início do próximo ano lectivo.   
Garcia Zó acrescentou que as obras no troço de 40 quilómetros, que ligam a comuna à sede do município, decorrem sem sobressaltos. “Estamos, paulatinamente, a proporcionar à população das comunidades diversos serviços essenciais básicos”,  assegurou.
Nicodemos Paulo | Uíge

São no total 15 ravinas de grandes dimensões que estão a progredir em direcção à principal estrada, de cerca de 60 quilómetros, que liga a comuna de Macocola à vila do Quimbele.
As ravinas já cortaram a estrada, sobretudo nas baixas, curvas, descidas, fontes de rios e em algumas pontes. Nestes locais, os automobilistas criaram passagens alternativas que, também, devido à fragilidade da terra e a pressão dos ventos, estão a criar outras ravinas.  

Actualmente, viajar do município do Sanza Pombo para Quimbele exige prudência e responsabilidade do condutor, porque muitas ravinas não estão visíveis nem sinalizadas. A situação está a preocupar os automobilistas e os habitantes de Quimbele, que clamam por intervenção urgente do Executivo, antes do início da época chuvosa.  

O administrador municipal do Quimbele, Pedro Zua, disse que a dimensão das ravinas ultrapassa a capacidade técnica e financeira da administração local, alertando que, “se não houver intervenção urgente”, Quimbele estará isolado do resto da província, tão logo comece a época das chuvas.  

“A Administração Municipal não tem capacidade para fazer as intervenções que se impõem, pelo que pedimos auxílio ao Governo Provincial e ao Ministério da Construção”, disse Pedro Zua, acrescentando que, na época chuvosa a situação será mais  complicada, pois em qualquer espaço poderá aparecer uma ravina.   
O município de Quimbele, um dos 16 municípios da província do Uíge, é composto por três comunas (Alto Zaza, Cuango e Icoco) e faz fronteira com a República Democrática do Congo.

Regedoria de Bela Encoge com nova escola primária
A regedoria de Bela Encoge, no município de Ambuíla, vai contar, nos próximos dias, com uma escola do ensino primário, com oito salas de aula, com capacidade para albergar mais de 600 alunos, informou, ao Jornal de Angola, o administrador Garcia Zó.    Segundo o Garcia Zó, tendo em conta o andamento das obras, a escola poderá ser inaugurada antes do início do próximo ano lectivo.   
Garcia Zó acrescentou que as obras no troço de 40 quilómetros, que ligam a comuna à sede do município, decorrem sem sobressaltos. “Estamos, paulatinamente, a proporcionar à população das comunidades diversos serviços essenciais básicos”,  assegurou.
Nicodemos Paulo | Uíge

Fonte:JA

RELATED ARTICLES

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisment -spot_img

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Recent Comments