Domingo, Abril 21, 2024
Publicite Aquí
InícioPolíticaTempo de graça terminou chegou a vez de Higino carneiro pode mamar...

Tempo de graça terminou chegou a vez de Higino carneiro pode mamar a cadeia

Depois do levantamento das imunidades de Manuel Rabelais, cujo julgamento decorre desde o dia 09 de Dezembro no Tribunal Supremo, chegou a vez de Higino Carneiro e Aldina da Lomba seguirem o mesmo caminho, que aproveitando-se dos cargos que exerciam, começaram por delapidar o erário público desgraçando de forma agressiva o futuro do país e dos angolanos.

Tudo que tem o começo tem o fim, desta vez, Higino Carneiro que exerceu várias funções no governo com maior realce, Vice-Ministro sem Pastas do Órgão Coordenador do Processo de Paz,
1998Vice-Ministro da Administração do Território, 1999 – 2002: Governador da Província da Cuanza Sul 2002 – 2010: Ministro das Obras Públicas, 2012: Governador da Província do Cuando Cubango,  2016: Governador da Província de Luanda e Presidente da Comissão Administrativa da Cidade de Luanda, poderá sentir a mão pesada da lei, ou seja, o carneiro será abatido em tribunal e o corpo repoisará numa das cadeias de Luanda.

Enquanto ministro das obras públicas, o governante se apoderou junto com a sua filha, a maior parte dos terrenos do 11 de Novembro pertencente a Konda Marta, apesar de ter recebido os valores para indemnizar os camponeses, o governante terá supostamente desviado o dinheiro conforme avança ao Factos Diários o senhor Daniel director da Konda Marta.

Higino Lopes Carneiro é acusado de ter constituído várias empresas e fazendas com o dinheiro público, em 2016, a província de Luanda conheceu momentos terríveis com a febre amarela, infelizmente, o governante fez dos valores destinados ao combate da epidemia a sua propriedade.

A Procuradoria-geral da República (PGR) informou, que sobre o general Higino Carneiro, 63 anos, recaem indícios que constituem actos de gestão danosa de bens públicos, alegadamente praticados no tempo em que foi governador provincial de Luanda, no período entre 2016 e 2017.

REBELDIA E CONVICÇÃO DO GENERAL

Ao que tudo indica, o general Higino Carneiro não se está a deixar intimidar pela ofensiva de combate à corrupção de João Lourenço. É que supostas provas que comprometeriam o estadista angolano foram divulgadas, deixando-o numa “saia justa”.

Recentemente, o Novo Jornal publicou um artigo sobre empresas que teriam confirmado que o Governo Provincial de Luanda (GPL), gerido por Carneiro de  2016 a 2017, teria patrocinado a campanha eleitoral de João Lourenço para as eleições de 2017.

Desde que foi aberto um processo contra si, em meados de 2018, por suspeitas de corrupção, que Higino Carneiro não hesitou em dar a entender que o dinheiro público não justificado nas contas do GPL teriam beneficiado o próprio Lourenço.

Com AGÊNCIAS

RELATED ARTICLES

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisment -spot_img

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Recent Comments