Domingo, Abril 14, 2024
Publicite Aquí
InícioPolíticaKOPELIPA E DINO PROIBIDOS DE SAIR DO PAÍS

KOPELIPA E DINO PROIBIDOS DE SAIR DO PAÍS

Os generais “Dino” e “Kopelipa” estão proibidos de sair do país segundo fontes da PGR citada pela RNA. Os dois homens forte do ex-presidente José Eduardo dos Santos, devolveram recentemente alguns bens e acções adquiridos com dinheiros públicos, mas lhes foi aplicada a medida de identidade e residência.

Os generais Leopoldino Fragoso do Nascimento “Dino” e Hélder Vieira Dias “Kopelipa” que entregaram recentemente ao Estado bens e participações em empresas adquiridos com dinheiros públicos. Não podem sair do país.

Em consequência do processo em que são arguidos, os generais Hélder Vieira Dias “Kopelipa” e Leopoldino do Nascimento “Dino”, estão proibidos de sair do país, aguardando por julgamento. Esta é uma das medidas de coação aplicadas aos dois generais, pela Procuradoria-Geral da República de Angola (PGR). Os generais Kopelipa e Dino, que estão sob Termo de Identidade e Residência, deverão também apresentar-se periodicamente às autoridades.
Depois das audiências na Direcção Nacional de Investigação e Acção Penal (DNIAP) da PGR, Os referidos generais, Hélder Vieira Dias “Kopelipa” e Leopoldino do Nascimento “Dino”, antigos auxiliares do ex-Presidente da República, devolveram alguns activos ao Estado.
Em Fevereiro, a PGR anunciou a apreensão dos edifícios CIF Luanda One e CIF Luanda Two, localizados na baixa da cidade capital, em posse da empresa chinesa de direito angolano China International Fund Limitada (CIF).
Os edifícios foram apreendidos no âmbito da Lei sobre o Repatriamento Coercivo e Perda Alargada de Bens e da Lei Reguladora das Revistas, Buscas e Apreensões. O Ministério da Construção e Ordenamento do Território foi constituído como fiel depositário.
Foram, igualmente, apreendidos mais de mil imóveis, no condomínio Vida Pacífica e no Kilamba, construídos com fundos públicos, mas que estavam em posse de entidades particulares.
Como é do conhecimento público, o antigo chefe das Comunicações do ex-Presidente José Eduardo dos Santos, Leopoldino do Nascimento “Dino”, assim como o ex-ministro de Estado e chefe da Casa Militar, Hélder Vieira Dias Júnior “Kopelipa”, entre outros crimes, são acusados de peculato, branqueamento de capitais e burla, num processo relacionado com uma linha de crédito de 2,5 mil milhões de dólares concedida pelo Banco Industrial e Comercial da China a Angola. Dino e Kopelipa são suspeitos de se apropriarem destes fundos por intermédio da empresa China International Fund (CIF), além de terem igualmente beneficiado de outros negócios no âmbito do extinto Gabinete de Reconstrução Nacional (GRN).
Entretanto, a sociedade continua expectante quanto ao desfecho final do caso, considerando que outros criminosos que lesaram o Estado e estiveram sob Termo de Identidade e Residência e igualmente príbidos de sair do país, como são os casos, por exemplo, de Ismael Diogo da Silva e de Joaquim Sebastião, acabaram por fugir do país sem que as autoridades tenham explicado como, estando actualmente em parte incerta. Não acontecerá o mesmo aos dois generais?

Com jornal Visão , jornal 24horas e RNA

RELATED ARTICLES

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisment -spot_img

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Recent Comments