Domingo, Maio 19, 2024
Publicite Aquí
InícioActualidadeMinoru Dondo – O Empresário que alimenta milhares de famílias dentro e...

Minoru Dondo – O Empresário que alimenta milhares de famílias dentro e fora do país “o Maioral”

Existem empresários que fazem a diferença em Angola, principalmente nos últimos tempos que o mundo vive uma crise tremenda e Angola não é excepção, sendo um deles Valdomiro Minoru Dondo, por tudo quanto fez e tem feito em prol do desenvolvimento do país e do bem-estar das populações, principalmente as mais necessitadas. O nosso voto de confiança a esta figura internacional que alimenta milhares de famílias no país e além fronteiras.  

Valdomiro Minoru Dondo é um empresário com créditos firmados aqui no país e no exterior. Só para se ter uma ideia, o empresário ango – brasileiro, de origem japonesa, tem negócios que acodem os filhos de Angola e da África Austral, com a abertura de rotas de transportes públicos, em Luanda (Angola), Namíbia (Windhoek) e República Democrática do Congo (RDC), mais precisamente em Kinshasa.

Por conta do encerramento das fronteiras, em função da Covid-19, as empresas ficaram totalmente prejudicadas, o que fez com que houvesse um redimensionamento nas suas actividades operacionais.

Entretanto, Minoru, sempre com o foco no bem – estar dos cidadãos, não poupou esforços e a sua empresa de transportes interprovinciais (Macon Transportes) retomou as actividades, reabriu as rotas habituais, alegrando os povos e unindo-os diariamente.

O empresário Valdomiro Minoru Dondo começou a trabalhar em Angola em 1992, numa altura em que a guerra civil no país ainda tardaria uma década para conhecer o seu fim.

Ao contrário de outros empresários que vinham à Angola naquela década, Valdomiro Minoru Dondo decidiu não focar a sua atenção nas duas maiores fontes naturais de riqueza do país: o petróleo e os diamantes. Em vez disso, centrou-se na construção da economia angolana lutando contra as condições causadoras de pobreza e pelo fortalecimento da classe média.

Nas duas décadas que se passaram, desde o seu empreendimento inicial em Angola, Valdomiro Minoru Dondo construiu outros projectos e diversificou a sua actividade empresarial, tais como, cinemas, shoppings e restaurantes de fast-food em áreas urbanas, bem como sistemas de transporte. Aliás, essa diversificação empresarial era, é, e continua a ser ainda o ‘cavalo de batalha’ do Executivo angolano pela diversificação da economia, no sentido de os empresários serem proactivos e não dependerem muito do petróleo, a fonte primária das receitas angolanas.

Até ao momento, a sua maior contribuição para Angola tem sido a luta contra os efeitos da pobreza. No seu trabalho com o “Projecto Sorriso”, Valdomiro Minoru Dondo atende a crianças em escolas públicas com idades entre 5-12 anos na província de Huambo. O “Projecto Sorriso” distribui materiais de higiene bucal, como escovas e pasta de dentes, e educa as crianças e os seus pais em matérias de higiene bucal através de palestras, demonstrações e materiais escritos.

Outro projecto que beneficia do envolvimento e do apoio do empresário Valdomiro Minoru Dondo é o “Projecto Uhayele”, programa ambicioso e compreensivo, orientado primariamente para a saúde e a higiene bucal.

Composto não somente por profissionais médicos, mas também por centenas de trabalhadores do ramo da saúde, vindos das comunidades onde actuam, o projecto atingiu sucesso considerável num grande número de áreas, incluindo a vacinação de mais de 70.000 crianças contra a poliomielite e um programa educacional que visa a construção e uso adequado de aterros sanitários e latrinas, entre outros programas de desenvolvimento comunitário.

Mas sobre Minoru Dondo não é tudo, há dias, uma vez mais, voltou a surpreender, de forma positiva, a sociedade angolana, ao patrocinar cirurgias para crianças com hidrocefalia.

O empresário reiterou o seu compromisso de continuar a ajudar o Centro Neurocirúrgico de Tratamento a Hidrocefalia (CNTH), localizado no Benfica, em Luanda, que nos últimos 8 meses operou mais de 500 crianças hidrocefálicas e realizou duas mil consultas clínicas.

“A nossa ajuda contribui para que as cirurgias e soluções sejam dadas a curto prazo”, garantiu o filantropo que desde 2016 apoia o centro e, no sábado, 20 de Novembro de 2021, doou um cheque para pagar novas cirurgias, medicamentos e bens alimentares.

Recentemente, Monoru Dondo juntou esforços e valências com o chamado “Pai do empresariado angolano”, António Mosquito, num empreendimento comum, demonstrando, uma vez mais, que são realmente empresários de visão alargada, apostados no crescimento da economia, no desenvolvimento do país e, acima de tudo, no bem-estar dos angolanos.

A economia de um país é mais forte quando possui um empresariado também forte, com empresários visionários, que apostam com coerência e sabedoria no engrandecimento, não só do seu negócio, mas de um todo, que passa pelo desenvolvimento do país e produza bem-estar para as populações.

Essa tem sido a postura de dois homens, dois empresários, que ao longo da sua trajectória de negócios muito têm feito por Angola, apostando com seriedade e pleno conhecimento do que realmente é prioritário no âmbito das necessidades do mercado nacional e, sobretudo, quanto ao que é necessário para colmatar as ingentes carências das populações angolanas.

É com esse sentido de missão que Minoru Dondo e António Mosquito apostam nas viagens interprovinciais e na “tecnologia inovadora”, com uma nova transportadora de passageiros e cargas que já está a trabalhar desde o dia 4 de Dezembro corrente.

A “Huambo Expresso”, a nova transportadora, além de garantir seguro “contra todos os riscos’’ aos passageiros, tem em vista a ligação do país a partir do Planalto Central.

Por tudo o que tem feito e pelo que fez este ano, Valdomirou Minoru Dondo foi considerado por meios sociais como “Empresário do ano 2021”!

RELATED ARTICLES

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisment -spot_img

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Recent Comments