Terça-feira, Abril 16, 2024
Publicite Aquí
InícioActualidadeO patrimônio declarado por Putin em 2024

O patrimônio declarado por Putin em 2024

No dia 29 de Janeiro, Vladimir Putin registou-se formalmente como candidato às próximas eleições russas, com o qual teve que declarar publicamente seu património.

Os dados divulgados pela Comissão Eleitoral Central da Rússia mostraram que o presidente ganhou 67,7 milhões de rublos (697 mil euros), entre 2017 e 2023. De acordo com o Moscow Times, a maior parte corresponde ao seu salário como presidente da Rússia.

A renda de Putin, de 71 anos, foi complementada pela sua pensão militar e civil, além da venda de imóveis. Ele também declarou ter dois pequenos apartamentos em São Petersburgo e Moscovo.

Putin ainda possui os seus carros Volga GAZ M-21, um produzido em 1960 e o outro em 1965, além de um trailer de 1987 e um Lada Niva de 2009.

Dinheiro e acções em bancos

A declaração é concluída com 57 milhões de rublos (560 mil euros), em poupanças distribuídas por 10 bancos russos diferentes, e 230 acções do Banco Sankt Peterburg.

Os seus rendimentos financeiros foram consistentes com os declarados anteriormente, com leve alteração entre 2021 e 2024.

De acordo com a Agência de Notícias Russa (TASS) e a Interfax, Putin tinha, em 2021, um património líquido de aproximadamente 10,2 milhões de rublos (cerca de 125.000 euros).

Maior que em 2020 e menor que em 2017

Os rendimentos de Putin em 2021 aumentaram face a 2020, mas ainda foram muito inferiores ao valor registado em 2017 (18,7 milhões de rublos ou 231 mil euros).

De acordo com o relatório do Kremlin de 2021, o patrimônio total de Putin incluía uma série de propriedades na Rússia.

Na época, foi declarado um apartamento de cerca de 900 metros quadrados, outro de 1.600 metros quadrados e uma garagem de 190 metros quadrados que abrigava dois carros GAZ M21 e um SUV Niva. Putin também declarou um caminhão de reboque.

Ele não é o político mais rico da Rússia

A Interfax afirmou que Putin não era a pessoa mais rica do governo russo em 2021. Esse título foi para o então primeiro-ministro da Rússia, Mikhail Mishustin.

Em 2021, o património líquido de Mikhail Mishustin era de 18,3 milhões de rublos (cerca de 225,91 mil euros). Junto com a esposa e o filho, ele possuía vários imóveis: um terreno de 5.9.201,51 metros quadrados, uma casa de pouco mais de 9.000 metros quadrados e um apartamento de 1.500 metros quadrados.

Dúvidas sobre a verdadeira riqueza de Putin

Os dados financeiros de Putin para 2021 foram divulgados pela mídia russa e pelo Kremlin. Mas publicações como The Washington Post, Fortune, Business Insider e outras garantiram que havia muito mais.

A Fortune disse que os imóveis de Putin eram um “mistério não resolvido” e sua fortuna alcançava os 185 bilhões de euros (em escala americana). O presidente russo possuiria uma coleção de relógios, uma vila no Mar Negro no valor de 1,3 mil milhões de euros e 19 outras propriedades (não em seu nome), bem como helicópteros, aviões e vários carros.

Entre as muitas aeronaves de Putin estaria o ‘Kremlin Voador’, um avião de luxo avaliado em 663 milhões de euros. Segundo vários meios de comunicação, possui banheiro de ouro.

Elon Musk

Nem mesmo o multimilionário Elon Musk deixou-se convencer pelos números divulgados pelo Kremlin, em 2021. Numa entrevista ao CEO da Axel Springer, Mathias Döpfner, Musk teria dito: “Acho que Putin é significativamente mais rico do que eu”.

Entre outros céticos com relação à renda declarada de Putin em 2021 estava Bill Browder (foto), presidente e cofundador do fundo de investimento Hermitage Capital Management.

Quem possui os activos de Putin?

Numa entrevista ao Corriere della Sera, Browder disse: “Ele distribuiu 185 mil milhões de euros entre os oligarcas”. A sua afirmação também foi feita num artigo da Time Magazine, de Abril de 2022.

Browder, que, segundo o Corriere della Sera, enfrentava um mandado de prisão emitido pelo Kremlin através da Interpol, lutou durante anos para desvendar o mistério das finanças de Putin.

Tudo começou após a morte do seu colega Sergei Magnitsky numa prisão russa, pouco depois de ter exposto uma complexa conspiração de fraude e evasão fiscal na Rússia.

Browder indicou que a alegada fortuna de 185 bilhões de euros (em escala americana) de Putin veio de um acordo fechado com outros oligarcas após a detenção e prisão de Mikhail Khodorkovsky em 2003.

Khodorkovsky foi considerado culpado de fraude e evasão fiscal pelo Tribunal de Moscovo. Putin teria feito este acordo com alguns membros da elite financeira da Rússia para evitar estar “no mesmo banco de dados” que ele.

A investigação da equipa Navalny

A equipa de Alexei Anatolievich Navalny, um activista político encontrado morto em Fevereiro de 2024, também investigou a riqueza oculta de Vladimir Putin. As conclusões foram citadas pela CNN, em um vídeo.

No mesmo vídeo, vários especialistas concordaram que era difícil determinar a riqueza de Putin. O jornalista Tom Burgis, entrevistado pela CNN, falou de Putin como uma espécie de “padrinho” de quem dependem os oligarcas russos.

No livro de John C. Corbally intitulado ‘The Twentieth-Century World, 1914 to the Present: State of Modernity’, Corbally incluiu uma citação de 2013 do próprio Putin sobre a sua riqueza.

“Eu sou o homem mais rico, não só na Europa, mas em todo o mundo. Eu colecciono emoções. Sou rico porque o povo da Rússia confiou-me duas vezes a liderança de um grande país como a Rússia. Acredito que esta seja minha maior riqueza”, teria dito Putin.

RELATED ARTICLES

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisment -spot_img

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Recent Comments