Quarta-feira, Abril 17, 2024
Publicite Aquí
InícioSociedadeSer solidário não é bajular. JUS dá bom exemplo ao país

Ser solidário não é bajular. JUS dá bom exemplo ao país

Os jovens angolanos têm uma missão muito espinhosa com a cidadania. A juventude e adultos devem seguir o bom exemplo do jovem Mário Durão, que nos últimos dias, tem empreendido muita coisa boa para as comunidades embora ter sido vítima de acusações e críticas por causa do seu envolvimento em atividades filantrópicas que muito têm ajudado os sofredores, as populações que nada têm. Segundo uma nota de solidariedade chegada à a imprensa, os críticos e acusadores são os mesmos de sempre, ou seja, os que falam muito, diabolizam tudo, mas nada de concreto fazem.

Simão Dias Bento

Segundo a nota referida, “… porque criticar um filho de camponeses que já passou fome e hoje ajuda com o pouco que possui os que não têm nada? Só critica quem nunca passou fome… continua a dar o pouco que tens aos mais necessitados…”.
Continuando, os autores, que se dizem filhos do Rangel (Marçal, Precol, Bolama, Brigada); Cazenga (Comissões, Curtume, Cuca, BCA, etc); Sambizanga (12 de Julho, São Paulo, Boa Vista, Ossos, etc), Maianga (Prenda, Rocha Pinto, Cassenda, Cassequel); Kilamba Kiaxi (Bairro Popular, Bairro Malanjino, Golf 2, Baguida, etc); Viana (Grafanil, Sanzala, Caop, Luanda Sul, Estalagem, etc); assim como em toda Angola, afirmam que“estamos contigo e não vamos permitir quem nunca passou fome e vive bem, porque tem regalias do parlamento, critique você e a sua associação, que tem calcorreado este nosso belo país, ajudando os mais necessitados, sem escolher cores partidárias”.
Para eles, a UNITA e alguns ditos ativistas, “esqueceram que as ações solidárias do Mário Durão e da sua Associação não escolhem pessoas do partido A ou B; ele tem ajudado até familiares dos que criticam. Quando morre um cidadão por não ter o que comer, criticam e quando uma associação acata a orientação do Presidente da República e faz o seu papel, também criticam, então o que querem, se criticam tudo e todos”?
É no Marçal onde viveu o jovem Mário Durão, com o seu jeito leal e sempre afetuoso, dedicado às causas sociais, cuja humildade serviu de exemplo e foi uma fonte de inspiração para muitos jovens e não só.
Hoje, com a sua Associação, denominada – “Jovens Unidos e Solidários”, que congrega centenas de pessoas desta franja social angolana, tem feito um trabalho de se tirar o chapéu. Ainda de acordo com a nota, há dezenas de pessoas, “lá nas aldeias do Huambo, concretamente no Bailundo, a ligar e a informar com entusiasmo que passou por lá a ‘Associação dos Jovens Solidários’ e distribuiram ao povo alimentos diversos e outros produtos para prevenção e combate à Covid-19”.
“Sem dúvidas, são iniciativas como estas que precisamos. Agora, não se consigue perceber a razão para que a UNITA e alguns que só destilam veneno em tudo quanto é canto, sob a capa de ‘Sociedade Civil’, maltratar o jovem Mário Durão pelo trabalho que tem levado a cabo pelos quatro cantos de Angola e apegam-se ao fato de a Juventude que, por iniciativa própria, tal como foi o objetivo da distribuição de alimentos e outros bens, optarem por usar a imagem do Presidente João Lourenço nas camisas e viaturas”, refere a nota.
Para os subscritores da nota em questão, “todos esses ‘crítícos’, incluindo a UNITA, que parece ainda continuar com as dores do passado, deveriam era fazer o mesmo e usem a imagem de quem quisrem, mas que trabalhem, ajudem, colaborem, sejam solidários e demonstrem que, de fato, querem o bem de Angola e do seu povo”!

Com Jornal 24HRS

RELATED ARTICLES

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisment -spot_img

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Recent Comments